“O número de Mulheres no mundo da Arquitetura e do Design continua a crescer”

Jurista de formação, com mestrado em Construção e Urbanismo, Mónica Marques é, também, empreendedora e uma Mulher de sonhos - em 2017 fundou a sua marca, a Diosa Home, que se dedica à Arquitetura e decoração de interiores. Conversámos com a própria sobre os desafios que enfrentou ao estabelecer a sua empresa, mas também sobre as conquistas que a permitiram ser uma verdadeira inspiração para as gerações futuras de Mulheres Empreendoras.

116

Como Presidente da Diosa Home, lidera uma agência de decoração de interiores de sucesso. Para começar, em que medida a sua paixão pela decoração de interiores a levou a fundar a Diosa Home e a tornar-se uma líder reconhecida neste campo?
Jurista de formação, com um Mestrado em construção e urbanismo. Trabalhei durante mais de vinte anos em vários postos do setor imobiliário, principalmente na promoção imobiliária. A evolução na carreira permitiu-me trabalhar como Diretora de operações imobiliárias e como Chefe de projetos de ordenamento do território e urbanismo.
Mas em todos esses postos, eu não me sentia no meu lugar, sentia que alguma coisa me faltava, que fazia parte da minha personalidade, da minha alma. Não encontrava em nenhum dos meus trabalhos a importância do ser humano, assim como participar a fazer o bem, ajudar as pessoas através do seu bem-estar.
Decidi então mudar de ramo e frequentei uma escola de arquitetura e decoração de interiores. Em 2017 abri a minha agência de decoração de interiores, a “Diosa Home”.
Eu sempre gostei da decoração desde muito cedo: tenho uma paixão pelo património histórico, as pedras, as casas, a arte… A casa para mim é o inconsciente das pessoas, o espelho da alma. Então, interroguei-me precisamente, como juntar as minhas competências em construção e imobiliário, a decoração, e a ajuda às pessoas. Foi assim que nasceu uma agência que oferece uma perspetiva única sobre a decoração de interiores.
A Diosa Home é uma agência de arquitetura e decoração que privilegia uma abordagem única baseada na perceção intuitiva que consiste em conectar-se com a alma dos habitantes e as energias da casa. Estou convicta de que o bem-estar e o interior de uma casa estão profundamente ligados.

Certo é que, se é líder da sua marca, é também uma Mulher Empreendedora na indústria da decoração de interiores em França – país onde a Diosa Home se estabeleceu. Quais foram os maiores desafios que enfrentou ao estabelecer e consolidar a marca?
Desde 2017, a agência Diosa Home oferece experiência personalizada para dar vida aos seus projetos de decoração, seja a um indivíduo ou um profissional. Graças ao seu sexto sentido bem apurado, eu ofereço um coaching que vai além de um simples serviço de design de interiores que se mantém fiel ao espírito dos tempos.
Através de uma abordagem original e inovadora, baseada nos meus próprios sentimentos e capacidades de vidente e media, eu ajudo a transformar o interior de forma a promover o bem-estar, a mudança interior e atrair energia positiva. Para mim, um projeto de decoração está intimamente relacionado com o desenvolvimento pessoal… Por isso, uso as minhas competências transversais para fazer refletir a alma para viver melhor, para ser melhor na sua casa. Porque o habitat é também o espelho da alma.

No âmbito do dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, é crucial refletirmos sobre a igualdade de género em diferentes setores. Na sua opinião, as mulheres têm as mesmas oportunidades que os homens no seu setor? Por que motivos?
O número de mulheres no mundo da arquitetura e do design continua a crescer. Este crescimento está a tornar-se cada vez mais rápido, uma vez que este número quase duplicou em vinte anos.
As mulheres estão, portanto, bem e verdadeiramente no local de trabalho, mas, apesar de tudo, continuam sub-representadas no mundo do design. É mais provável que passem para cargos com menos responsabilidades, estatuto precário, trabalhadores independentes ou a tempo parcial.
Embora ainda haja progressos a serem feitos, as mulheres continuaram a progredir desde que entraram no mundo da arquitetura e do design, no final do século 19, para afirmar a sua legitimidade e afirmar sua visão. Hoje, as estudantes de arquitetura têm muitos modelos femininos que realmente mudaram as regras.

Como líder da sua agência de decoração de interiores, a Mónica Marques desempenha um papel importante na definição de padrões e práticas na indústria. Que medidas acredita serem essenciais para criar um ambiente inclusivo e igualitário para as mulheres?
Diversidade de género na contratação.

A sua experiência e caminho percorrido como Presidente da Diosa Home coloca-a como um modelo a seguir para muitas mulheres que também ambicionam alcançar o sucesso profissional. Quão gratificante é saber que as suas conquistas podem ser uma inspiração para outras mulheres que estão a iniciar as suas carreiras no campo da decoração de interiores?
Nos últimos anos, blogs de decoração invadiram a web. As mulheres estão muito presentes neste campo. Partilham com os internautas a evolução do design de interiores da sua própria casa, bem como os seus conselhos. Elas fizeram um lugar para si no mundo da inspiração de decoração. Por vezes, as mulheres até partilham a aventura de renovar as suas casas. Hoje em dia, as mulheres estão envolvidas na renovação das suas casas e já não têm medo de fazer bricolage para melhorar as suas casas.
Pelos meios das redes sociais e televisão, as mulheres estão a marcar um grande passo para conquistar este setor.

Falando um pouco do mercado, na sua perspetiva, quais são as tendências emergentes do setor da Diosa Home e, de que forma, a marca se está a adaptar para responder às necessidades dos clientes? Existem áreas de crescimento ou desenvolvimento que é essencial focar para o futuro da empresa?
Perante as emergências ecológicas e a necessidade de repensar os nossos padrões de consumo, os nossos interiores contemporâneos não ficam à margem da tendência ecológica. Mais do que uma estética e um movimento no design de interiores, é também uma forma de voltar a colocar o ambiente no centro das nossas preocupações. A decoração ecológica é inspirada na natureza e defende: Minimalismo Espaços luminosos e arejados Valorizar o conforto e o bem-estar A utilização de matérias-primas e materiais amigos da natureza Em suma, é um estilo que vai além da “beleza” para fazer parte de uma abordagem de sustentabilidade. Porque é perfeitamente possível criar espaços interiores sumptuosos ao mesmo tempo que limita o seu impacto ambiental!

Por fim, considerando a sua vasta experiência e sucesso no setor da Diosa Home, que conselhos gostaria de deixar às mulheres que irão ler o seu testemunho?
Nunca devem desistir e fazer ouvir a sua voz num mundo extremamente competitivo.