“A ASEP pretende Valorizar e Evoluir o Concelho e os seus Empresários”

“A Associação de Empresas de Paredes, abreviadamente designada por ASEP é uma Associação patronal de empresários, sem fins lucrativos e que trabalha para e por Paredes”, quem o afirma é Silvestre Carneiro, Presidente da mesma. Em entrevista à Revista Pontos de Vista contou, ainda, as metas e as ambições que se pretendem alcançar no futuro.

109

A Associação de Empresas de Paredes, abreviadamente designada por ASEP, é uma Associação patronal de empresários paredenses, sem fins lucrativos. De que forma, a mesma, tem promovido o desenvolvimento das atividades económicas, em diversas vertentes do respetivo concelho?
A Associação de Empresas de Paredes – ASEP surgiu para promover o desenvolvimento das atividades económicas do concelho de Paredes, nos domínios técnico, económico, comercial, associativo e outros e, em especial, assegurar aos seus associados uma crescente participação nas decisões e nos programas que com estas atividades se relacionem. Desta forma, com a atual Presidência, a partir do dia 28 de janeiro, foram delineados objetivos a curto e longo prazo que assentam no crescimento, a nível geral, do Município de Paredes, assim como projetos e atividades que proporcionam vantagens exclusivas para os associados. Durante os três meses da nova liderança, a Associação desenvolveu um projeto piloto em parceria com a Câmara Municipal de Paredes e os Agrupamentos de Escolas do Concelho, designado de “A Vida à Porta”. Com o intuito de sensibilizar os jovens estudantes para o contexto real do mercado de trabalho, este projeto possibilita conhecer, no “terreno”, as oportunidades de emprego no concelho de Paredes, nos diferentes setores de atividade. A iniciativa alerta os estudantes para a necessidade de profissionais qualificados, em diferentes áreas, para que possam adquirir competências, aprender “uma arte” e receber a formação e a ajuda das empresas adequada para futuramente integrarem o mercado de trabalho local.
O projeto visa dar a conhecer aos jovens estudantes, que não se reveem num percurso de nível superior, as alternativas que existem em termos profissionais e de qualificação mostrando-lhes estas dinâmicas empresariais. A visita a várias empresas do concelho de Paredes, nas mais diferentes áreas, vai colocá-los em sintonia com a realidade do tecido empresarial atual. Até à data foram realizadas quatro visitas a empresas com atividades económicas diferentes.
Além disto, este novo rosto da ASEP, pretende estar em constante contacto com os seus Associados e com o comércio local do Município e por isso, já iniciei as visitas regulares, aos sábados com estes.

Quão importante é existir uma Associação como a ASEP, para representar os seus associados e assegurar a sua representação em todos os organismos, privados e públicos?
A Associação de Empresas de Paredes, abreviadamente designada por ASEP é uma Associação patronal de empresários, sem fins lucrativos e que trabalha para e por Paredes. Desta forma, representará os seus associados e assegurará a sua representação em todos os organismos, privados e públicos, que, por lei ou convite, lhe sejam atribuídos. Podem ser sócios da Associação as pessoas singulares ou coletivas, proprietárias de empresas ou entidades similares, constituídas sobre qualquer forma em direito admitida.
Com o foco nos seus Associados, a Presidência atual, desde o início, delineou como objetivo manter uma relação direta e constante com os seus membros e, no seguimento desta, a ASEP dispõe de apoio contabilístico e jurídico, com profissionais de excelência no suporte. Além disto, vão ser criadas sessões sobre os mais variados temas, sempre com personalidades de alta qualidade e com temas pertinentes para a evolução dos empresários. A primeira sessão será no próximo dia 17 de maio, com a ordem dos contabilistas.
A ASEP pretende valorizar e evoluir o concelho e os seus empresários e, no âmbito disto, a visão da ASEP tem por fim promover o desenvolvimento das atividades económicas do concelho nos domínios técnico, económico, comercial e por isso disponibiliza o Projeto Formação-Ação que procura fomentar uma combinação virtuosa entre o domínio da Competitividade e Internacionalização, promovendo a formação dos empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão, assim como dos trabalhadores das empresas, apoiada em temáticas associadas à inovação e à mudança na região do Norte.
Com o intuito de criar incentivos aos seus Associados e futuros Associados, a ASEP tem vindo a criar protocolos exclusivos, com vantagens específicas e variadas. Desta forma, a Associação tem protocolo com empresas de vários setores, nomeadamente com o Meu Hotel Gandra Porto, com a SVA – Serviços Auto, com a AOliveira Seguros, com a Opticalia, com foco nos produtos e serviços oftálmicos; e com a Preventfire, empresa dedicada a serviços de segurança privada, segurança contra incêndios a higiene e segurança no trabalho. A Associação de Empresas de Paredes pretende alargar as suas parcerias e estreitar, ainda mais, a sua relação com os associados e por isso está estabelecido aumentar o leque de uniões, tendo em vista criar parcerias futuras.
A ASEP, nos dias 21 a 24 de abril esteve presente na Exporthome, na Exponor e, através disto, foi possível perceber que as feiras na Exponor não têm a importância que tinham há uns anos atrás, por isso, e de forma a elevar o nome da Exponor, como grande centro de eventos que é, e valorizar, ainda mais, o setor do mobiliário português a nível internacional, a Associação solicitou uma reunião com a responsável do local, com todas as Associações interligadas ao ramo mobiliário, como a Associação Empresarial da Maia, Braga, Gondomar, Paços de Ferreira, Santa Maria da Feira, Porto, Oliveira de Azeméis, Penafiel, Baixo Ave, Associação Comercial e Industrial da Marinha Grande e Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira e as entidades com ligações ao ramo, o IAPMEI, AIMP, APIMA, com o intuito de posteriormente requisitar ao Ministro da Economia que as feiras realizadas na Exponor entrem no roteiro das feiras internacionais, de forma a torná-las mais apelativas e cativar uma maior atenção por parte dos empresários. Este pedido de reunião já foi aceite pela pessoa responsável da Exponor, que por sua vez já esta a agilizar o processo para efetivamente a reunião ser realizada, sendo que a ideia de internacionalizar ainda mais, não só o local em si e os eventos, mas também os empresários portugueses, foi do agrado da mesma.

A ASEP tem, de momento, diversas iniciativas a decorrer, estando sempre atenta ao próximo passo – e o projeto “Marca Paredes” é um exemplo disso mesmo. No que consiste este mesmo projeto e quais as metas que, através do mesmo, se pretendem alcançar?
Além destes projetos inovadores citados anteriormente, de forma a complementar, a ASEP, criou ímanes alusivos à cidade de Paredes, com o respetivo mapa e símbolo do concelho. Estes ímanes são os primeiros atributos do projeto “Marca Paredes”, que surgiu como método para dar a conhecer o Município, dar notoriedade a todas as cidades e freguesias que o completam e para realçar, dentro do meio pessoal de cada paredense, o que é Paredes. Registamos a marca Amar Paredes e pretendemos desenvolver o merchandising de Paredes para que todos os Paredenses e as pessoas que visitam paredes para os eventos desportivos, comerciais e indústria possam levar uma recordação do nosso concelho.
O objetivo é expandir esta iniciativa a todos os locais do Município, aumentar os produtos representativos, criar mais símbolos que identifiquem o concelho e fazer com que a Marca Paredes represente, na totalidade, a cidade e lhe dê a notoriedade e a grandiosidade que merece.

Em que medida o projeto “Marca Paredes” irá ressurgir o associativismo da ASEP e torná-la ainda mais resiliente?
O projeto “Marca Paredes” vem reforçar o este espírito vanguardista e ativo que a ASEP tem. Com esta criação, a união dos paredenses vai ser maior na medida em que, uma Marca vai ter a voz de todos, “Um por todos e todos por um”, este é o lema da marca e objetivo primordial e principal.
Procuramos a união de todos os Paredenses mesmo quem não tenha uma empresa, mas que ame a sua terra e tenha orgulho em qualquer parte do mundo de ser de Paredes.
Se conseguirmos, que em Portugal, os portugueses identifiquem a região no mapa quando referirmos que somos de Paredes já será uma grande vitória para todos.
Conseguir criar empreendimentos que não deixam a cidade perder o ritmo e estagnar, só demonstra que, se em menos de três meses, a Associação rejuvenesceu, a expectativa é grande e a força é um fator caracterizante da ASEP.

Ao representar a ASEP através da Esonor, é uma peça fundamental nos passos dados (e a dar) pela Associação. Assim, que planos estão a ser traçados para o futuro da mesma? A que patamar gostaria de elevar a Associação nos próximos meses?
Já com o pensamento no futuro, a Associação tem em vista enumeras atividades para os meses que se seguem, nomeadamente a “Noite Branca”; a Expo Paredes, onde todos os comerciantes do Município de Paredes têm oportunidade de estar presentes nesta feira e expor os seus produtos e a sua marca; o Evento “Dia do Conhecimento”, onde o propósito é motivar as empresas a perspetivarem o seu potencial e a acreditar que os desafios que surgem diariamente podem não ser um obstáculo, mas sim uma oportunidade para crescer e vencer, haverá um espaço de palestras, para partilha de conhecimento e experiências, destinado a empresários, inclui também uma zona de showroom, no qual várias marcas poderão interagir com os participantes do evento e vice-versa; e a Gala ASEP, com o objetivo de reunir todos os que se interessam por paredes e pelo mundo empresarial, expor todas as personalidades com talento e também dar notoriedade aos comerciantes antigos do Município.
Elevar os seus Associados e os empresários do Município, fazer crescer o comércio e o talento em Paredes, é a meta para esta “nova” Associação.
“Por Paredes. Para Paredes. Todos juntos vamos fazer o concelho crescer”.

“As Associações são sempre relevantes, mas é em períodos de dificuldade como o que estamos a atravessar, que se tornam verdadeiramente essenciais, quer na defesa da classe e do setor que representam, quer na cooperação com entidades públicas e privadas. É nestes períodos que a união de todos incentiva e promove a troca de ideias, de sugestões, e como tal poderá ajudar a encontrar alternativas para diminuir o impacto da crise no dia-a-dia das empresas mas, principalmente, unir os cidadãos em prol do que fazemos e dos nossos valores.
Com vista a integração do povo sénior do Concelho de Paredes a Asep irá desenvolver e promover projetos de arte e sua respetiva divulgação através de exposições no espaço público”, refere à Revista Pontos de Vista Silvestre Carneiro, Presidente da Associação Empresarial de Paredes.