Inicio Tags Carnaval

Tag: Carnaval

Caretos de Podence candidatos a Património da Humanidade

A informação foi adiantada à Lusa por António Carneiro, presidente da Associação do Caretos de Podence, que apontou este como um momento “único e muito importante” para a preservação e promoção dos típicos mascarados do concelho de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança.

A ambição tem mais de um ano e tinha sido adiada por a UNESCO ter pedido uma fundamentação mais detalhada dos rituais dos Caretos de Podence que marcam a folia de Carnaval no Nordeste Transmontano e têm dessa festa embaixadores de Portugal, em várias partes do mundo.

Segundo António Carneiro, a candidatura acabou de ser formalizada na manhã de hoje, junto da comissão da UNESCO, através do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

As “Festas de Inverno Carnaval de Podence” constituem a única candidatura selecionada pelo Governo português para representar Portugal na XIV reunião do Comité Internacional da UNESCO a realizar no início do mês de dezembro de 2019, em local ainda a designar.

Nessa ocasião se saberá se o património da UNESCO passa a integrar os Caretos de Podence na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

“Com esta decisão foi dado o passo mais importante para que os Caretos de Podence se tornem Património Mundial da Humanidade”, realçam os promotores.

“É um anseio e um objetivo dos Caretos e da comunidade de Podence, que tem lutado nos últimos anos para que este reconhecimento seja alcançado, uma alegria e um orgulho para todos os seguidores e admiradores destas figuras sedutoras do Nordeste Transmontano”, acrescenta o presidente da associação.

O promotor da candidatura é o Município de Macedo de Cavaleiros, em parceria com a Associação dos Caretos de Podence, que iniciou o processo em 2014, com uma equipa técnica científica liderada por Patricia Cordeiro.

No ano de 2017, o plenário da Assembleia da República, por unanimidade, deu um voto de saudação ao Carnaval dos Caretos.

Também nesse ano, esta tradição de Trás-os-Montes foi reconhecida pelo Governo com o estatuto de Património Cultural Imaterial de Portugal. A inscrição no inventário é uma forma de salvaguardar esta tradição, na medida em que passou a estar sob a observação da tutela.

Os endiabrados Caretos de Podence, com coloridos e farfalhudos fatos, máscaras de ferro ou lata, chocalhos à cintura e um pau para amparar as tropelias, são conhecidos pelas manifestações ruidosas que durante quatro dias, no Carnaval, atraem à aldeia transmontana curiosos portugueses e estrangeiros.

Em toda a região de Trás-os-Montes há Caretos, todavia os de Podence distinguem-se dos restantes pelo chocalho, daí o nome da festa ser “Entrudo Chocalheiro”, aquela que encerra as festas de inverno no Nordeste Transmontano e que é apontada como “o mais genuíno carnaval português”, sem samba, ao ritmo da tradição.

A aldeia de Podence, com 180 habitantes, é invadida por “10 [mil] a 12 mil” curiosos que chegam de vários pontos de Portugal, Espanha, Itália, França.

Os mais emblemáticos mascarados das tradições transmontanas têm representado Portugal em eventos internacionais com presença em dez países.

Os mascarados endiabrados já foram também distinguidos pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM) com a emissão de uma moeda da “Etnografia Portuguesa”, dedicada aos Caretos de Podence.

LUSA

Ministra do mar visita Carnaval de Torres Novas 2018

A ministra do Mar irá juntar-se “à onda” do Carnaval “mais português de Portugal”, fazendo-se acompanhar por Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, que marca presença em representação do Primeiro-ministro.

A comitiva, que conta ainda com Carlos Miguel, secretário de Estado das Autarquias Locais, irá assistir ao primeiro Corso Diurno desta edição do Carnaval torriense, onde além de cumprimentar os Reis do Carnaval irá ainda entregar os prémios aos grupos que vencerem o Concurso de Mascarados de hoje à noite.

Este será o primeiro momento em que os oito carros alegóricos vão sair às ruas da cidade de Torres Vedras, mostrando o trabalho dos artistas torrienses que lhes deram forma, usando da tradicional sátira em torno de “piratas” da política local e nacional, “surfistas” de desportos milionários e “tubarões” que são líderes internacionais.

O Carnaval de Torres Vedras é uma organização da Câmara Municipal de Torres Vedras e produção da Promotorres E.M. Alto Patrocínio: Ministério do Mar. Patrocínio: Sagres. Televisão Oficial: TVI. Apoio: Oeste Portugal. Informação sempre atualizada em www.carnavaldetorres.com

Arranca hoje operação “Carnaval 2018” da GNR

Segundo uma nota da GNR, a partir de hoje e até ao próximo dia 13, terça-feira de Carnaval, esta força militarizada vai intensificar o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, “orientando as ações para as vias mais críticas, com especial incidência para as que convergem aos locais onde tradicionalmente ocorrem festividades carnavalescas”.

Durante todo o período da operação, militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito vão desenvolver várias ações de fiscalização para prevenir a sinistralidade rodoviária.

A condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópica, a falta de habilitação para conduzir, o excesso de velocidade e a incorreta ou não utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças serão as matérias a que a GNR vai estar particularmente atenta.

Além destas ações, de âmbito rodoviário, serão mobilizados recursos no sentido de garantir a segurança dos locais associados às festividades do Carnaval, que decorrem por todo o país, acrescenta a GNR.

LUSA

Carnaval com chuva e frio

Uma entrada de um sistema frontal deverá ocorrer já hoje, quinta-feira, e continuará na sexta-feira com “períodos de chuva, a começar pelo litoral norte e centro e com a precipitação a ocorrer durante a noite e manhã, depois desse período passa a aguaceiros fracos e pouco frequentes”, esclareceu ao Notícias ao Minuto um meteorologista do IPMA.

“Durante a passagem deste sistema frontal temos queda de neve em especial nas regiões Norte e Centro mas a região Sul não se pode excluir. A queda de neve será durante a noite e sem grande impacto porque a precipitação é, de modo geral, fraca”, acrescentou.

Apesar da chuva, na sexta-feira haverá “uma pequena subida de temperatura que é mais significativa nas regiões Norte e Centro”, com as mínimas no interior a rondar entre os – 1ºC e os 2ºC graus e no litoral a chegar aos 5ºC ou 6ºC graus nas capitais de distrito. As máximas no interior estarão entre os 7ºC e os 11ºC graus e no litoral podem chegar aos 14ºC graus.

No sábado não se espera chuva, mas esta regressará no domingo de manhã, “com períodos de chuva fraca no Litoral Norte e Centro, a progredir para o Interior durante a tarde, sendo que neva nos pontos mais altos da Serra da Estrela”.

“Domingo as temperaturas voltam a ter uma subida de 3ºC a 4ºC graus, e na segunda descem mais ou menos na mesma amplitude. Neste dia não deverá ocorrer precipitação, mas se houver serão aguaceiros fracos no início da manhã”, revelou o meteorologista.

Já a terça-feira de Carnaval deverá ser um dia com chuva nas regiões norte e centro e com as temperaturas sem grandes alterações.

Carnaval da Madeira com mais dinheiro e com maior ocupação hoteleira

“O investimento feito pelo governo regional neste cartaz é de cerca de 337 mil euros, são mais 30 mil euros do que o ano passado”, referiu a secretária regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço.

Segundo a governante, uma sondagem realizada a 25 de janeiro indicou uma taxa de ocupação hoteleira de 77% no Carnaval, mas a governante acredita que aquele número irá ser maior e que este “venha a ser um ano recorde”.

O momento alto do Carnaval, o cortejo alegórico, está marcado para as 21:00 de sábado e contará com 11 trupes participantes, num total de 1.450 pessoas, para o tema “Madeira: seis séculos de alegria”: João Egídio Rodrigues, Turma do Funil, Associação de Animação Geringonça, Associação Fura Samba, Escola de Samba – Os Cariocas, Associação ANIMAD, Associação Cultural Império da Ilha, Fitness Team, Sorrisos de Fantasia, Associação de Animação Tramas e Enredos e Escola de Samba Caneca Furada.

A temática deste ano é uma alusão aos 600 anos da descoberta do arquipélago e terá “um reforço da animação de rua e um maior envolvimento da população”.

Na animação existirão, este ano, mais bandas filarmónicas a ajudar ao período de Carnaval, num total de 13 atuações, mantendo-se as atividades para as crianças.

Há outras ações pensadas para este carnaval madeirense que envolvem os museus tutelados pela secretaria.

Na terça-feira gorda está previsto o tradicional cortejo trapalhão, aberto à população.

LUSA

Web Summit dá o mote para a folia do Carnaval de Loulé 2018

Em Loulé, o Carnaval volta à tradição do corso em três dias seguidos (domingo, segunda e terça-feira), ao contrário do que tem acontecido nos últimos anos com o desfile a sair para a rua no sábado em vez da segunda-feira.

Se a sátira política, social ou desportiva continua a ser um dos principais ingredientes deste desfile, também os carros alegóricos (este ano serão 14) são um motivo para que os foliões escolham Loulé para festejar o Carnaval “à grande e à louletana”. Uma equipa de artistas e criativos elabora, ao longo de meses, os carros que nestes dias encantam o público pela beleza, colorido e imaginação com que são concebidos.

Os principais temas e factos que marcaram a vida nacional e internacional estarão representados nestes carros alegóricos, com as várias centenas de figurantes a encarnarem as personalidades que estiveram em destaque. Ano após ano, Cristiano Ronaldo tem sido um dos reis da festa louletana e, em 2018, volta a sentar-se no trono, num carro dedicado ao Mundial de Futebol que este ano decorre na Rússia, com Vladimir Putin a dar as boas-vindas. E no campo futebolístico, não podia faltar a rivalidade entre os três grandes. Desta vez, os presidentes do Sporting e FC Porto vão fazer uma caça à águia encurralada na “central de emails”.

CARNAVAL (5)

Na política nacional, a “geringonça” prepara-se para participar na festa web summit num cruzeiro muito animado. Do Governo para a Europa, Mário Centeno junta-se a Angela Merkhel num carro dedicado às finanças da União Europeia.

Estes são alguns dos episódios retratados em mais uma edição do Carnaval de Loulé. Grupos de animação em representação das associações do Concelho, escolas de samba com as esculturais bailarinas prontas para horas de muito ritmo no pé, gigantones e cabeçudos juntam-se à festa.

Um detalhe comum a todos os carros alegóricos deste desfile será a alusão à tecnologia que estará não só nos carros mas em toda a decoração do recinto, apresentando, assim, um mundo virtual neste sambódromo louletano.

Este ano o Carnaval de Loulé homenageia mais uma das figuras que contribuíram para engradecer a sua história: Fernando Semião. Depois de Júlio Guerreiro “Cachola”, Inácio Nunes “Favas”, José Baptista, Professor Duarte e Luís Furtado, é a vez deste folião que, ano após ano, deu vida ao corso com a sua boa disposição ser recordado durante o desfile.

Com mais de um século de história, o Carnaval de Loulé é uma manifestação etnográfica ímpar, tradição bastante enraizada, e que constitui o principal cartaz do Algarve durante a chamada época baixa do turismo.

Esta é, pois, uma oportunidade para os muitos foliões que escolhem esta altura do ano para uma escapadinha conhecerem uma cidade que é sede do maior concelho algarvio, localizada no barrocal, repleta de tradições e História.

O desfile arranca às 15h00. O preço das entradas é de 2 euros. As receitas arrecadadas irão reverter para causas solidárias e também para as associações participantes no corso.

CM LOULE

Baile de gala e atividades desportivas

Para além do desfile que acontece durante três dias, o programa de Carnaval de Loulé 2018 apresenta uma série de atividades que pretendem dinamizar a cidade nesta época do ano em que são muitos os turistas que escolhem Loulé para umas miniférias.

O Baile de Gala dedicado ao “Loulé Summit” irá reunir os foliões na noite de segunda-feira, dia 12, no “Palácio” do NERA, na Zona Industrial. Pretende-se que esta seja uma noite cheia de glamour e folia. O público é convidado a vestir-se de acordo com o tema e a participar nesta festa animada pela Arte & Música Big Band e Banda Fora D’Horas.

O Desporto irá também estar em destaque nestes dias, com eventos emblemáticos nos calendários das respetivas modalidades nesta altura do ano: Torneio Internacional de Vela Carnaval de Loulé (10, 11 e 12 de fevereiro, em Vilamoura), Marcha-Corrida de Carnaval (9 de fevereiro, com partida na Praça da República, a partir das 20h00), Etapa Regional de Surf (10 e 11 de fevereiro, Praia da Falésia, das 8h00 às 18h00), Grande Prémio de Atletismo Carnaval de Loulé (11 de fevereiro, 9h30, Avenida José da Costa Mealha) ou Vilamoura Atlantic Tour (arranca dia 13 de fevereiro).

Rio de Janeiro: são esperados 1,5 milhões de turistas no Carnaval

As previsões para este ano são maiores do que as de 2017, quando o Governo estimou que o Carnaval mobilizaria 5 milhões de foliões na cidade.

De acordo com um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Carnaval terá um impacto positivo de 3,5 mil milhões de reais (900 milhões de euros) na economia do Rio de Janeiro.

Apesar dos cortes de verbas anunciados pela câmara do Rio de Janeiro no ano passado para os festejos do Carnaval, Marcelo Alves, presidente da Riotur – uma agência pública de promoção do turismo da cidade – informou que este ano realizou uma captação recorde de investimento privado, totalizando 38,5 milhões de reais (9,9 milhões de euros).

“O volume de turistas esperado baterá todos os recordes. Estamos preparados para oferecer a melhor experiência desta festa para todos”, disse o presidente da RioTur.

Já o presidente da câmara do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, destacou hoje numa reunião com jornalistas que espera que o Carnaval traga de volta o otimismo para a cidade, que tem sofrido com o aumento da violência.

“Fizemos um esforço para apresentar um Carnaval muito bonito, e esperamos que seja sem violência. Além da competição nos desfiles, o Carnaval é também para mostrar ao mundo que continuamos otimistas”, afirmou Marcelo Crivella.

Os representantes do Governo carioca também confirmaram que além das escolas de samba que desfilam no Sambódromo a cidade terá pelo menos 600 desfiles de blocos pelas ruas, número que ainda pode aumentar.

A câmara anunciou ainda que vai instalar 32.560 casas de banho portáteis nas ruas, uma oferta maior em relação às 31 mil de 2017. Quem precisar de atendimento médico durante o Carnaval poderá contar com cinco postos de saúde e 130 ambulâncias e paramédicos.

A tarefa de organizar o trânsito ficará a cargo de 1.500 agentes da polícia.

LUSA

Carnaval com chuva e frio

A chuva está de volta a partir de domingo, no Minho e Douro litoral, e vai estender-se a todo o território na segunda-feira, passando depois a regime de aguaceiros nas regiões do Norte e Centro.

A meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explica que os “aguaceiros vão ser de neve acima dos 1.400 metros das terras altas do norte e centro o que significa que só deverá nevar nos pontos mais altos da Serra da Estrela e de forma pouco intensa”.

Entre sábado e terça-feira as temperaturas máximas vão variar entre os 14 e os 17/18 graus Celsius nas regiões do litoral e no interior entre os 12 e os 14/15. Na Serra da Estrela não devem ultrapassar os 10. As mínimas vão variar entre 02 e 06 no interior norte e centro e no litoral entre os 08 e 12″, concluiu.

Carnaval de Torres Vedras 2017: um caso sério de brincadeira

 

Sexta-feira, 24 de fevereiro, arranca cedo, às 09h30, com a realização do tradicional Corso Escolar, no qual participarão cerca de 7200 alunos, acompanhados por 950 auxiliares e professores, de 78 estabelecimentos de ensino do concelho de Torres Vedras. Este é um dos corsos mais concorridos do Carnaval, com toda a família a querer assistir ao desfile destas pequenas grandes figuras. Com música no pé e uma alegria contagiante, as nossas crianças mostram com orgulho o trabalho que realizaram na escola e mostram que é de pequenino que se “entranha o bichinho”.

A cerimónia de entronização de Suas Altezas Reais, os Reis do Carnaval de Torres Vedras, acontece a partir das 22h30, com partida da Estação de Comboios, cortejo pelo centro da cidade e entronização na Avenida 5 de Outubro, em frente ao edifício da Câmara Municipal. Trata-se de um momento solene, de forte sátira, em que Dom Troikado Chamuçado da Bela Geringonça e Dona Klintoriana Emproada Emborrachada receberão as Chaves da Cidade, das mãos do presidente da Câmara Municipal. A partir de então, os destinos de Torres Vedras ficam na mão de Suas Altezas Reais, pessoas muito conhecidas na terra que se distinguem por serem grandes foliões e sempre dois homens por tradição (Ricardo Miranda (rei), e Ricardo Rodrigues (rainha)).
A animação prossegue noite dentro, com a loucura habitual que só conhece quem por cá passa. A partir das 22h30 há Dj´s nos palcos da Praça Machado Santos e na Praça Sagres (Jardins de Santiago).

Sábado, 25 de fevereiro, traz-nos o corso noturno e a realização do Concurso dos Grupos de Mascarados, a partir das 21h00. Um salutar convívio entre cerca de 2 mil mascarados, de mais de 40 grupos, que vão preencher o perímetro do corso e mostrar que, a criatividade aliada à sátira social e política, são o que torna o Carnaval de Torres único e diferente. Quem vence o concurso não é importante, o importante é esta agradável “brincadeira”. O Tó’Candar, aquele carro carregado de colunas e com uma banda que toca ao vivo, também sai à rua, fazendo com que a multidão o acompanhe no percurso e dance noite dentro.

Depois do corso há a noite do Carnaval de Torres… aquela que nunca acaba. DJ´S Carnaval no palco da Praça Machado Santos, Praça Sagres e Mercado Municipal.

Família que gosta de “brinquedos e muita brincadeira” vai ao corso diurno de domingo, 26 de fevereiro, a partir das 14h30. Esta é a ocasião para se divertir com os mais novos e perceber porque é que em Torres Vedras todos fazemos parte deste Carnaval. Aqui terá a oportunidade para admirar o notável trabalho de artistas plásticos locais nos carros alegóricos e perder-se com os grupos de mascarados, as bandas de música, os nossos cabeçudos, Zés Pereiras, serpentinas e os tradicionais “cocotes”.

O ideal seria “sentir a vibração” do Carnaval de Torres in loco, mas no caso de estar longe pode assistir ao programa da TVI “Somos Portugal”, em direto do corso de domingo, das 12h30 às 13h00 e das 14h00 às 20h00.

Todas as noites temos os palcos com Dj’s a animar os foliões e o domingo não será exceção.

Segunda-feira, 27 de fevereiro, vem demonstrar que não há idade para se entrar na folia. A partir das 14h30, mais de 800 seniores vão divertir-se na realização do Baile de Máscaras Tradição, na Expotorres. É absolutamente surpreendente verificar a energia destes nossos foliões.

Já a partir das 21h00, terá lugar o Corso Trapalhão que é o que o nome indica. Só terá de vir mascarado ou disfarçado. Neste corso não nos preocupamos com o “parecer”, basta “ser”. Tirar uns trapinhos velhos do baú e vir para o Carnaval de Torres Vedras faz parte da tradição. Talvez por isso, esta seja a noite da “matrafona” por excelência, com direito a concurso a partir das 23h00. A “matrafona”, típica do Carnaval de Torres, não é mais do que um homem vestido de mulher. É que antigamente, quando os homens trabalhavam a terra e as mulheres não podiam sair de casa para se divertir, o mais fácil e prático para mascarar era vestir a roupa da senhora. Assim nasceram as “matrafonas”.
Junte-se aos milhares que fazem deste corso uma verdadeira trapalhada!

Terça-feira, 28 de fevereiro, regressamos a partir das 14h30 ao Corso Diurno, com toda a habitual animação. Este é o dia em que os Torrienses vivem “em pleno” o seu Carnaval. Dá-se tudo o que ainda se tem, descarrega-se por completo a bateria… afinal este é o último dia do Carnaval.

1 de março, quarta-feira,  acaba-se a brincadeira. A partir das 21h00, realiza-se o Enterro do Entrudo, com aquele ambiente pesaroso e bem carpido que a todos relembra que Carnaval… só para o ano!

Que venham todos ao Carnaval mais português de Portugal porque a vida são dois dias… e o Carnaval de Torres são 6!

De 24 de fevereiro a 1 de março entre connosco nesta grande brincadeira.

Carnaval com chuva e vento sobretudo no norte e centro do país

“O estado do tempo para sábado, durante o fim de semana, e ainda a prolongar-se na época de carnaval, vai ser de alguma precipitação e vento. No sábado, com uma aproximação de uma superfície frontal, durante a tarde, vamos ter precipitação, que poderá ser por vezes forte, nos distritos de Viana, Braga, Porto, Vila Real, Viseu e Aveiro, entre as 15:00 e as 21:00 de sábado”, disse à Lusa Sandra Correia.

Segundo a meteorologista do IPMA, a passagem de uma superfície frontal irá provocar vento no litoral norte e centro, assim como nas terras altas, com rajadas que podem chegar aos 100 quilómetros por hora, e aos 80 km/h nos distritos do litoral.

Para domingo, de acordo com Sandra Correia, o dia ficará igualmente marcado por aguaceiros, mas “só a norte e centro”, prolongando-se para segunda e terça-feira.

Quanto às temperaturas, a meteorologista adiantou que no sábado ocorrerá uma descida da temperatura, que não sofrerá grandes alterações no fim de semana.

No entanto, na noite de terça para quarta-feira “assistir-se-á a uma nova descida da temperatura”.

A neve irá também marcar presença durante o fim de semana de Carnaval, com queda acima dos 800 e até aos 1000 metros, nas serras a norte junto com a fronteira de Espanha, assim como na Serra da Estrela, acima dos 1000 metros, sobretudo durante a tarde de sábado e na madrugada de sábado para domingo.

Em relação à agitação marítima, a partir de sábado à tarde, são esperadas ondas de noroeste entre 4/5 metros, situação que se prolonga para domingo e segunda-feira na costa ocidental.

EMPRESAS