Inicio Tags BEI

Tag: BEI

Corticeira Amorim com resultados líquidos de 55 milhões em 2015

Na informação enviada à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), a Corticeira Amorim comunica que as vendas cresceram 7,9% face a 2014, para os 604,8 milhões de euros, impulsionadas pelas unidades de negócios de rolhas e aglomerados compósitos.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) “superou, pela primeira vez, os 100 milhões de euros (100,7 milhões)”, o que representou uma subida de 16,1% face ao exercício de 2014, que levou este indicador “para o valor mais alto de sempre, representando 16,7% das vendas, o que compara favoravelmente com os 15,5% do exercício de 2014”.

O resultado líquido, com um aumento de 53,9% face ao lucro alcançado em 2014, ultrapassa pela primeira vez os 50 milhões de euros, ascendendo a 55,012 milhões no final de dezembro de 2015, assinala a empresa.

“Para o bom comportamento destes indicadores contribuiu a valorização do USD (dólar norte-americano) que, em conjunto com a dinâmica do mercado norte-americano, se revelou de grande importância para o exercício da Corticeira Amorim, que vê os Estados Unidos da América consolidarem a sua posição de principal mercado”, refere.

A corticeira salienta “a boa performance registada ao nível da função financeira, influenciada pela descida das taxas de juro e do endividamento líquido (83,9 MEuro), com uma redução de 3,7 MEuro face a 2014”, destacando ainda “a utilização do empréstimo do BEI, no montante de 35 MEuro, pelo período de 10 anos com 4 anos de carência para financiamento do programa de IDI 2014-17, a taxas de juro muito competitivas”.

“O Conselho de Administração deliberou propor à Assembleia Geral de Acionistas a distribuição de um dividendo bruto de 0,16 Euro/ação”, indica ainda a Corticeira Amorim na sua comunicação ao mercado.

BCP recebe 500 milhões do BEI para financiar PME

O contrato de financiamento relativo à primeira parcela de 250 milhões de euros foi ontem assinado em Lisboa por Román Escolano, vice-presidente do BEI e por Miguel Bragança, CFO do Millennium bcp.

“Para além das pequenas e médias empresas (PME), serão também elegíveis para financiamento as chamadas mid-caps (empresas com um máximo de 3 000 trabalhadores) e outras entidades dos sectores público e privado que pretendam realizar projetos de pequena e média dimensão em Portugal”, referiu.

Adiantou que cada projeto de uma PME pode receber até 12,5 milhões de euros de financiamento do BEI, sendo que este financiamento pode atingir 50% noutro tipo de projetos. O Millennium bcp compromete-se a acompanhar o empréstimo do BEI com, pelo menos, o mesmo montante, “dando um novo incremento ao seu volume de empréstimos de médio e longo prazo a empresas”, realçou.

Com este empréstimo, o BEI concede financiamento a este tipo de empresas em condições favoráveis de prazo e taxa de juro.

Segundo o comunicado deste organismo europeu, o financiamento das pequenas empresas é uma das prioridades de investimento do BEI. “Em 2014, o Grupo BEI concedeu um montante recorde de 25 500 milhões de euros às pequenas empresas, beneficiando mais de 290 000 empresas em toda a Europa. Em Portugal, no mesmo ano, o BEI assinou acordos de empréstimo num total de 1 319 milhões de euros, incluindo 875 milhões de euros para as PME e as mid-caps”, explicou.

EMPRESAS