Inicio Tags Emprego

Tag: Emprego

PROCURA DE EMPREGO CRESCE 50% EM 2019

Para além de todas as conclusões já enunciadas, é interessante perceber-se quais os empregos/palavras-chave mais procurados em cada setor:

  • Restauração, Hotelaria e Turismo: cozinheiro, empregado de mesa, pasteleiro, ajudante de cozinha
  • Domésticos e Limpezas: empregada doméstica, empregada de limpeza, part-time, limpeza em lisboa, limpezas porto
  • Construção Civil: pedreiro, pintor, servente, eletricista, pintores
  • Transportes e Logística: motorista de pesados, motorista uber, estafeta, motorista ligeiros
  • Comercial: vendedor, part-time comercial, comercial seguros

O contexto positivo que Portugal vive atualmente em termos de empregabilidade reflete-se, naturalmente, nos números divulgados neste estudo. A taxa de desemprego é a mais baixa de há muitos anos a esta parte e, pela importância que cada vez mais temos na vida das pessoas, o OLX torna-se num parceiro óbvio para encontrar inúmeras soluções a este nível. Portanto, e mais do que destacar o impressionante crescimento dos números, apraz-nos constatar que somos efetivamente um parceiro ideal para os diferentes momentos da vida dos nossos utilizadores”, considera Andreia Pacheco, Brand Manager do OLX em Portugal.

Uma outra curiosidade interessante prende-se com o ranking das palavras-chave mais pesquisadas nesta categoria, dando uma perspetiva mais precisa sobre o que as pessoas mais procuram: 1º – “8 ano”, 2º – “professor”, 3ª – “5 ano”, 4º – “6 ano”, 5º – “livros escolares”.

SIBS REFORÇA INVESTIMENTO EM CASTELO BRANCO CRIANDO MAIS 200 POSTOS DE TRABALHO

De recordar que a SIBS está presente neste Município desde 2012, empregando, atualmente, 300 pessoas nas suas equipas de continuidade de operações de BPO, nomeadamente em serviços de Backoffice.

 Estas novas instalações cumprem o objetivo da SIBS de reforço e complemento das suas equipas em Lisboa, descentralizando as operativas de BPO e garantindo um sistema ativo-ativo operacional.

A criação destes postos é um investimento da SIBS para o desenvolvimento da economia desta região, sendo, em paralelo, uma oportunidade para jovens albicastrenses poderem desenvolver carreira na sua localidade de origem, numa das maiores empresas que aqui tem desenvolvido atividade no Município, permitindo igualmente demonstrar o potencial do centro do País.

Este Município tem visado criar condições para a domiciliação de empresas na região, ajudando empresas como a SIBS a eleger Castelo Branco como local ideal para, descentralizar a sua atividade e serviços prestados, criando assim externalidades positivas para o próprio concelho.

“Castelo Branco é uma localidade com uma população jovem, ativa e com excelente capacidade profissional que tem ajudado a SIBS a fazer crescer o seu negócio na região”, afirma João Luís Baptista, COO e Administrador Executivo da SIBS, acrescentando que “estamos certos que o investimento nestas novas instalações demonstra o reforço da aposta da SIBS na região, garantindo a empresa níveis adequados de resiliência operacional mediante a localização do seu negócio em diferentes áreas geográficas seguindo assim as melhores práticas de mercado”.

A SIBS é uma empresa de referência nacional de Business Process Outsourcing, prestando serviços que combinam de forma única, tecnologia e pessoas. Complementando as suas soluções tecnológicas com equipas eficientes e eficazes, a SIBS posiciona-se como um importante parceiro de negócio no mercado de transformação digital de processos, trabalhando em segmentos como a Banca, Seguros, Saúde, Telecomunicações, Utilities e Distribuição

Anda à procura de emprego? O Grupo Multipessoal disponibiliza várias oportunidades na Região Centro

O Grupo Multipessoal procura cerca de 50 profissionais interessados em ocupar cargos nas áreas da Indústria, Retalho e Restauração na região Centro do país, durante o presente ano. São necessárias pessoas para posições tão diversificadas como assistentes de loja, assistentes comerciais, técnicos de armazém e operadores não especializados.

Salete Carvalho, a Diretora de Aquisição de Talento do Grupo, refere que “com as oportunidades de emprego que temos disponíveis atualmente pretendemos continuar a contribuir para combater o desemprego na região Centro, procurando reforçar a posição desta zona geográfica com a menor taxa de desemprego do país.”

A Diretora de Aquisição de Talento garante que a Multipessoal disponibiliza oportunidades que contemplam modelos atrativos de desenvolvimento e formação de competências assim como salários acima da média ou benefícios como a possibilidade de adaptação de horário às necessidades dos profissionais.

Para que os candidatos possam concorrer às vagas o Grupo dispõe de uma plataforma de inscrição: https://www.multipessoal.pt/my-multipessoal/termos-e-condicoes.aspx?redirect=registo

A máquina de emprego da LIQUI MOLY funciona a todo o gás

Os produtos da LIQUI MOLY contribuem para o perfeito funcionamento de motores e de outras máquinas. Até a própria máquina de emprego da empresa funciona a todo o gás. No primeiro semestre a LIQUI MOLY reforçou os seus quadros com 67 novos colaboradores, dos quais 19 em Maio e Junho. As contratações mais recentes foram feitas para a sede da empresa, a fábrica de óleos, a filial ibérica e a distribuição na Holanda.

Destes 19 reforços, 11 têm como destino a sede da empresa em Ulm. A fábrica de óleos em Saarland conta com seis novos colaboradores, enquanto dois colegas assumem funções na LIQUI MOLY Iberia. A filial responsável pela Península Ibérica tem sede em Portugal. Foram também contratados dois vendedores para a distribuição na Holanda. Isto significa que a LIQUI MOLY agora 890 pessoas. No total, foram feitas 67 novas contratações no primeiro semestre de 2019, o que corresponde a um aumento de 8%.

A maioria dos colaboradores da LIQUI MOLY trabalha na sede em Ulm. São quase 390. Há 15 colaboradores na LIQUI MOLY Iberia, 31 tanto na filial na África do Sul como na dos EUA, e 6 na recém-criada filial italiana.

Recentemente, a LIQUI MOLY apresentou os seus resultados de 2018 e sublinhou a intenção de prosseguir o seu caminho de crescimento. “Para isso, dependemos de pessoas com boa formação. Portanto, faz todo o sentido aumentar número de colaboradores, que considero ser o número mais importante para uma empresa”, afirma o diretor Ernst Prost.

Este número foi e continuará a ser reforçado em quase todas as áreas: recursos humanos, investigação e desenvolvimento, comerciais de vendas internos e externos, produção, logística e contabilidade. “As vendas têm o papel mais importante. A capacidade de vendas de uma empresa é decisiva para o volume de negócios, para as receitas e para os bons resultados económicos”. Nas exportações, isso implica tomar decisões, de preferência, com os próprios vendedores no país. Foi com base nesta filosofia que reforçámos a equipa na Península Ibérica com dois vendedores técnicos. Para a distribuição na Holanda também foram contratados dois representantes de vendas.

O mercado alemão conta igualmente com novos vendedores. “Todas as empresas estão expostas a riscos. Por conseguinte, tentamos minimizá-los”, prossegue Ernst Prost. No caso da LIQUI MOLY, a diversificação é uma palavra importante. Por exemplo, a empresa comercializa uma vasta gama de produtos. “Vendemos produtos não só para veículos ligeiros, mas também para outros grupos de veículos”, refere o diretor. Como tal, existem equipas de vendas especiais, assim como um departamento dedicado aos veículos pesados, que se encontra em fase de expansão.

Seja na Alemanha, seja no resto do mundo, os produtos “Made in Germany” continuam a manter uma boa reputação, apesar do escândalo das emissões diesel no setor automóvel. Para Ernst Prost, “É uma enorme vantagem da qual podemos tirar partido e que compensa os custos de produção e de pessoal mais elevados em comparação com outros países. Produtos premium não são compatíveis com dumping salarial. Precisamos de colaboradores com formação de alta qualidade.” Para ser possível contratá-los e mantê-los, é necessário pagar salários à altura. “Além disso, as pessoas têm de se sentir bem.” Por ser esse o caso na LIQUI MOLY, há vários colaboradores que trabalham há décadas na empresa. “O ideal é ter também os seus companheiros e descendentes a trabalhar aqui. Para mim, trata-se de uma verdadeira empresa familiar”, descreve o diretor da LIQUI MOLY.

Além disso, considera que a responsabilidade social de um empresário ou de uma empresa desempenha um papel importante. “Estamos cada vez mais perto de atingir o número de 900 colaboradores”, diz Ernst Prost, feliz em saber que “estes postos de trabalho reforçam as respetivas comunidades através do pagamento de taxas e impostos e beneficiam a economia local de pessoas que têm um emprego seguro e bem remunerado.”

Por outro lado, os bons resultados económicos colocam a empresa e o seu diretor numa posição que lhes permite fazer o bem, por exemplo, através das três fundações criadas por Ernst Prost. “Só faz sentido ganhar e ter dinheiro se existir um propósito para isso.”

70% dos profissionais demonstram interesse em mudar de emprego na macro região Porto/Norte

Carlos Maia, Regional Director da Hays Portugal comenta “A crescente procura e competição pelos melhores profissionais leva, naturalmente, a uma necessidade de as empresas estarem cada vez mais atentas e focadas em atração de talento. Perceber o que é que os profissionais valorizam e ambicionam é, para além de uma excelente estratégia, uma enorme necessidade.”

A maioria destes profissionais afirma estar insatisfeita com fatores fundamentais como as perspetivas de progressão, prémios de desempenho, comunicação interna, formação , pacote salarial e cultura empresarial. Entre os fatores que reúnem mais satisfação, destacam-se a localização geográfica da empresa, a qualidade das instalações, a situação contratual e os horários.

Por outro lado, quando questionados sobre o que mais valorizam num potencial empregador, indicam sobretudo a oferta salarial (83%), o bom ambiente de trabalho (75%), o plano de carreira (69%), a cultura empresarial e a qualidade dos projetos (49%).

Em 2018, os cinco principais motivos para os profissionais qualificados em centros de serviços partilhados terem recusado uma oferta de emprego foram: o salário oferecido não era o pretendido (51%), as condições contratuais não eram as pretendidas (33%), o projeto não era interessante (31%). Para os restantes profissionais os motivos passaram por: o salário oferecido não era o pretendido (47%), o projeto não era interessante (30%) e a oferta era noutra cidade/região do país (20%).

Conferência: “Talento e Empregabilidade – O mercado de Trabalho do século XXI”

Para além de Arlindo Duarte, Diretor de Recursos Humanos da Embraer Portugal, João Leitão, CEO da AlentApp, Carlos Catarino, Diretor Executivo da ANJE Alentejo e de Carlos Sezões, Partner da Stanton Chase, a Alentejo de Excelência convidou também James Tattersfield, Founder da Polar Insight, uma consultora britânica que realizou recentemente um estudo sobre a flexibilidade no mercado de trabalho em Portugal.

PROGRAMA:
17h00 Abertura da Conferência
Henrique Sim-Sim, Presidente da Alentejo de Excelência

17h15 Conferências
– Arlindo Duarte, Director RH da Embraer Portugal;
– João Leitão CEO da AlentApp;
– Carlos Sezões, partner da StantonChase;
– Carlos Catarino, Diretor Executivo da ANJE Alentejo;
– James Tattersfield, Founder da Polar Insight.

19h30 Encerramento

20h00 Jantar de Networking no Restaurante Terraza (15,00 euros/pessoa)
-Key Speaker a indicar

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: info@alentejodeexcelencia.com

Esta iniciativa é aberta a empresários e gestores da região, decisores públicos, autarcas, jovens profissionais, finalistas e recém-licenciados, académicos da área, público em geral.

Aproximar o serviço público de emprego dos cidadãos e empresas

Para adequar os serviços prestados à maior autonomia e exigência (de conteúdo e tempo de resposta) dos cidadãos e empresas, o IEFP tem vindo a implementar, no âmbito da modernização do serviço público de emprego, projetos centrados na promoção de uma relação de confiança e qualidade, apostado na diversificação e melhoria dos seus canais de atendimento e prestação de serviços presenciais e a distância.

Existe, pois, uma clara aposta do IEFP na personalização de serviços, simplificação e desmaterialização, para uma resposta mais célere, sem custos e de qualidade, permitindo o alargamento das possibilidades de escolha dos cidadãos quanto à forma como pretendem aceder e utilizar os serviços.

De entre os desenvolvimentos mais recentes, ao nível da componente digital, destaca-se o portal iefponline, como alternativa ao atendimento presencial.

O iefponline é o balcão único de emprego de serviços interativos de emprego e formação profissional do IEFP, para cidadãos e empregadores, que facilita o acesso generalizado à informação e aos serviços, no sentido de responder aos desafios impostos pela crescente exigência que os cidadãos e as empresas pretendem e esperam de si.

Este portal conta com uma série de novas funcionalidades que facilitam a vida quer de cidadãos quer de empregadores. É fácil de usar, em função do tipo de utilizador, é seguro e permite o acesso por computador, smartphone ou tablet.

Para além de uma maior rapidez e agilidade no tratamento dos assuntos, este portal disponível todos os dias e todas as horas permite, também, uma maior proximidade entre as empresas e os cidadãos.

Das funcionalidades disponíveis online para cidadãos destaca-se a inscrição para emprego e a gestão da respetiva inscrição (consulta, alteração, atualização de dados ou anulação); a divulgação de currículos; a pesquisa e resposta a ofertas de emprego e estágios, a pré-inscrição em cursos de formação profissional; o pedido de declarações e a submissão de documentos. Encontra-se também disponível a possibilidade de submeter o requerimento do subsídio de desemprego.

O serviço de notificações eletrónicas é outra mais valia do iefponline. Ao aderir (apenas obrigatório para as entidades beneficiárias de apoios) o utilizador recebe as comunicações do IEFP na sua “caixa de correio digital” e um email de aviso de nova notificação. Este serviço representa ganhos para o ambiente e evita ao utilizador a deslocação aos correios.

É de destacar ainda a possibilidade de, através do iefponline ou por telefone ou email, ser possível agendar previamente o dia e hora em que quer ser atendido presencialmente no serviço de emprego.

Para as empresas que procuram trabalhadores ou apoios do IEFP existem funcionalidades específicas que permitem: consultar os currículos disponíveis e definir perfis de consulta, com possibilidade de contato direto com os candidatos que o autorizarem previamente; a divulgação e gestão das ofertas de emprego; a comunicação dos resultados do recrutamento; a candidatura a apoios, bem como toda a gestão e acompanhamento das candidaturas. Podem ainda receber informação sobre medidas de emprego, com alertas, notificações e troca de correspondência.

O iefponline enquadra-se numa estratégia que privilegia a proximidade e a personalização dos serviços, que se reflete também na adoção de formas de atuação mais ajustadas às necessidades de cada um.

É nesse sentido que o IEFP tem vindo a estreitar a sua relação com os empregadores, através da criação do Gestor+, um gestor para empresas com implantação nacional que presta serviços personalizados que integram as diversas valências do IEFP. Também para os candidatos a emprego, em especial para os desempregados de longa duração (ou em risco) e para os subsidiados, foi reforçado o acompanhamento por um Gestor Pessoal responsável por encontrar respostas adequadas que permitam o regresso ao mercado de trabalho.

 

Quer saber mais?

Entre em: https://iefponline.iefp.pt e veja por si.

 

OPEN DAY 2019: Quinta do Lago está a contratar

Para além das disponibilidades de emprego, a Quinta do Lago apresenta ainda vagas para estágios curriculares e profissionais. A Quinta do Lago conta atualmente com 600 colaboradores ao longo de todo o ano.

Este processo de recrutamento decorre entre as 9h30 e as 18h e acontece, essencialmente, devido aos mais recentes investimentos realizados pela Quinta do Lago, com a abertura do The Campus e do restaurante Dano’s.

O programa do evento conta com várias sessões de apresentação do Grupo Quinta do Lago, intercaladas com entrevistas de recrutamento:

  • Início: 9h30
  • Sessões de Apresentação: 10h00, 11h30, 14h30 e 16h30
  • Entrevistas: 10h30, 12h00, 15h00 e 17h00

O processo de recrutamento irá decorrer na Clubhouse, localizada na Rotunda 4 do resort. De salientar que a Quinta do Lago é um dos principais empregadores do concelho de Loulé.

Deve ser feita inscrição online em: http://bit.ly/2FE97Ug

Para mais informações, contacte a organização em talent@quintadolago.com.

“O grande desígnio para este ano de 2018 é termos melhor emprego”

António Costa falava na abertura do debate quinzenal, na Assembleia da República, o primeiro de 2018, num discurso que dedicou às principais prioridades políticas do seu Governo para este ano.

“O grande desígnio para este ano de 2018 é termos melhor emprego: Um emprego digno, um salário justo e a oportunidade de cada um se realizar enquanto profissional e cidadão”, começou por referir o primeiro-ministro, retomando um dos temas centrais da sua última mensagem de Natal.

António Costa defendeu neste contexto que, na base do objetivo de melhor emprego e de aumento da inovação, estão as qualificações e a educação.

“Por isso, a redução do insucesso escolar, a universalização do Ensino Secundário, a valorização do ensino profissional e a democratização do Ensino Superior são decisivas. Há duas mudanças essenciais que iremos introduzir: Primeiro, acabar com o ensino vocacional no Ensino Básico, pondo fim a uma inaceitável dualização precoce; segundo, eliminar os requisitos discriminatórios no acesso ao Ensino Superior para os alunos do ensino profissional”, especificou.

Para o primeiro-ministro, “o desafio da qualificação coloca-se também quanto à população adulta”.

“A educação ao longo da vida e as competências digitais são cruciais para garantir o emprego do futuro a todas as gerações”, adiantou.

António Costa abriu a sua intervenção prometendo continuidade política do Governo em matérias como “rigor orçamental” e melhorias nos serviços públicos, a par do emprego.

Em síntese, o primeiro-ministro preconizou “um modelo de desenvolvimento assente na inovação e próprio da economia do futuro, baseada no conhecimento, num novo paradigma energético, numa desafiante era digital e numa sociedade decente, aberta, dinâmica, criativa e empreendedora”.

“Para garantir melhor emprego é fundamental, criar condições para o investimento das empresas. Só a aposta na inovação permite ter uma economia com emprego qualificado”, sustentou.

Este ano, segundo António Costa, Portugal registará “uma nova aceleração na execução dos fundos comunitários”, sendo objetivo “duplicar para dois mil milhões de euros os apoios às empresas”.

“Com o Programa Capitalizar, além das medidas fiscais de apoio à tesouraria, à capitalização e à restruturação de empresas, que o Orçamento consagrou, disponibilizar-se-ão linhas de crédito no valor de 2,6 mil milhões de euros. O Programa Interface é o melhor instrumento de ligação entre as empresas e o sistema científico e, por isso, no próximo mês de fevereiro lançaremos os primeiros seis laboratórios colaborativos”, completou.

Neste último ponto, o líder do executivo definiu como meta “mobilizar todo o país para se atingir os 2,7% de investimento em Investigação e Desenvolvimento até 2020 e para convergir para os indicadores europeus na próxima década”.

LUSA

Produção do modelo T-Roc leva Autoeuropa a contratar novos 400 funcionários

A notícia é avançada pelo Diário de Notícias/Dinheiro Vivo na edição desta quinta-feira, citando fontes da Comissão de Trabalhadores da fabricante. De acordo com os responsáveis da Autoeuropa, os novos trabalhadores vão juntar-se aos 2120 recrutados desde o início de 2017, o que perfaz um total de 2520 novos postos de trabalho para produção do novo T-Roc.

Assim sendo, a fábrica de Palmela fica com cerca de 5800 trabalhadores no total. A Volkswagen Autoeuropa informou anteontem que, durante esta semana, serão produzidos mais de 800 veículos por dia, um número recorde impulsionado pela produção do modelo T-Roc.

A informação surgiu pouco depois de a Comissão de Trabalhadores e a administração da Autoeuropa terem chegado esta segunda-feira a um pré-acordo sobre os horários de trabalho, que deverá ser sufragado pelos trabalhadores durante a próxima semana, disse hoje à agência Lusa fonte das negociações.

“Se houver acordo, haverá uma aceleração das contratações para o próximo ano. Esta nova fase de recrutamento não estava prevista inicialmente”, assinala ao DN/DV a empresa. “Vamos criar novos postos de trabalho se o pré-acordo for aprovado”, acrescentou ao matutino Daniel Bernardino, coordenador das comissões de trabalhadores do parque industrial da Autoeuropa.

EMPRESAS