Texto e foto: NIT

e costuma acompanhar os vários documentários em que a Netflix tem apostado ao longo dos anos, é bem provável que conheça a coleção “Resumindo” — ou, em inglês, “Explained”. Trata-se de uma série documental que explora vários temas de forma científica, desmistificando e desconstruindo conceitos complexos — tanto há temporadas sobre a mente humana como sobre as relações sexuais.

Em novembro do ano passado, a equipa lançou um documentário sobre como prevenir uma pandemia global. Apesar de não poderem adivinhar, o timing foi perfeito: um mês depois, os primeiros casos do novo coronavírus, que provoca a doença Covid-19, estavam a ser identificados na China.

Em meados de março, o problema era já global — e pareceu óbvio à produção que tentassem explicar o novo coronavírus a todos os subscritores da Netflix espalhados pelo mundo. Em duas semanas e meia, produziram a partir de casa o episódio que chegou este domingo, 26 de abril.

Tem cerca de 25 minutos e faz parte de uma mini temporada dedicada em exclusivo à Covid-19, que terá pelo menos mais dois episódios, que deverão estrear no verão, diz a revista americana “The Hollywood Reporter”.

Em Portugal, já se encontra em oitavo nos conteúdos mais vistos da Netflix nas últimas 24 horas. Tal como os outros documentários de “Resumindo”, explica de forma muito sucinta e imparcial tudo aquilo que se passou, e fornece informações de contexto valiosas para compreendermos tudo aquilo que está a acontecer nas nossas vidas.

Em apenas 25 minutos, o episódio aborda a inevitabilidade de estarmos expostos a vírus vindos de animais, que as pandemias não são um fenómeno minimamente novo, foca-se na origem deste coronavírus em particular — num mercado de animais vivos em Wuhan, na China —, explica como se espalhou tão rapidamente e quais são as várias formas de lidarmos com o problema, dando exemplos do passado e também daquilo que aconteceu nos últimos meses.

Apesar de já serem temas que são abordados neste episódio, a temporada vai ter um capítulo mais focado nas vacinas que estão a ser preparadas, e outro centrado na reação da população às medidas de confinamento e sobre aquilo que todos deveríamos estar a fazer.