Países da OCDE terminam 2023 com taxa de desemprego de 4,8%, mínimo histórico

Os países da OCDE, que engloba os mais desenvolvidos, encerraram 2023 com uma taxa de desemprego de 4,8%, com 33,2 milhões de pessoas à procura de emprego, o nível mais baixo da série histórica iniciada em 2001.

Data:

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) indicou hoje em comunicado que durante todo o ano o desemprego nunca ultrapassou 5% e assinalou que no último mês ficou estável em 21 dos países-membros, aumentou em sete e baixou em cinco.

Em dez países da OCDE, incluindo Portugal, o desemprego juvenil superou os 20%, tendo atingido 28,6% em Espanha, 24% na Suécia e 23,1% em Portugal.

Na União Europeia e na zona euro, a taxa de desemprego ficou em níveis historicamente baixos, de 5,9% e 6,4%, respetivamente, e em dezembro só subiu na Áustria.

Fora da Europa, a organização destacou as subidas registadas em dezembro na Colômbia, onde a taxa de desemprego passou de 10,3% para 10,8% e na Coreia do Sul, onde avançou de 2,8% para 3,3%.

Em Espanha, a taxa de desemprego baixou uma décima percentual para se fixar em 11,7%, o nível mais elevado dos países membros da OCDE.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 129

Popular

Mais Artigos deste tipo

Venda de livros em língua inglesa cresce em Portugal e preocupa editores

De acordo com um artigo publicado na terça-feira pela...

Natixis em Portugal promove Academia COBOL

A Natixis em Portugal irá promover a segunda edição...

Rui Caria apresenta documentário “Mulheres de Sol e Sal” na Xiaomi Master Class 2024

A Xiaomi, líder global em inovação, apresenta a segunda...

Câmara de Lisboa aprova aumento da taxa turística para quatro euros por noite

A proposta de PSD/CDS-PP prevê também a atualização da...