Ovargado – A certeza de uma alimentação saudável

A Revista Pontos de Vista conversou com algumas das mulheres da Ovargado, a empresa que tem como objetivo “produzir e comercializar alimentos para animais, com qualidade, e a preços competitivos”. Quem o garante é a Presidente do Conselho de Administração, Lígia Pode Coelho, que a par do grupo feminino com quem partilha a liderança da empresa, revelou ainda quais os maiores desafios de setor e a importância de um ambiente laboral positivo. Conheça tudo.

Data:

LÍGIA PODE

“Pautamo-nos por valores de respeito, lealdade e equidade nas nossas relações internas”

Com mais de 30 anos de história, a Ovargado é uma empresa que se preocupa com a alimentação saudável dos animais, tendo vindo a pautar o seu trajeto com produtos de reconhecida qualidade no mercado. Olhando para todo este percurso, que marcos gostaria de realçar?
Questão difícil… O nosso objetivo principal é produzir e comercializar alimentos para animais, com qualidade, e a preços competitivos. Por este motivo, todos os dias em que atingimos este objetivo, é um marco. De forma mais marcante, talvez, o lançamento da nossa marca umbrela, a Internutri, em 2016 que foi um dos primeiros passos na consolidação da nossa imagem no mercado. Ou a nossa primeira certificação em segurança alimentar na fábrica de animais de companhia obtida em 2019, que tem sido anualmente renovada, sejam os marcos mais visíveis.

Para a Lígia Coelho, enquanto líder, quais os maiores desafios na gestão de Capital Humano no seio da empresa?
A diversidade de gerações, de habilitações e de profissões no seio da empresa, são já consideráveis. Pautamo-nos por valores de respeito, lealdade e equidade nas nossas relações internas, o que acaba por ser, posso dizer, um facilitador, mesmo assim, penso que, a gestão de expectativas de todas estas pessoas, relativamente à relação com a empresa, será o maior desafio de todos.

SUSANA SANTOS

“A inovação altera o modo de fazer, quebra rotinas de trabalho e de pensamento”

Sendo transversais a qualquer setor de atividade, a inovação e a transformação digital acarretam inúmeras vantagens. No mercado onde a Ovargado atua, qual é a relação que existe entre um produto e serviço bem-sucedido, eficiente e competitivo, e a inovação tecnológica?
Um dia ouvi: “O Homem é um animal vaidoso, mas preguiçoso, e de tudo fará para fazer mais e melhor com o menor esforço possível”, é a isto que associo a inovação tecnológica… À adaptação e evolução contínua, como resposta às exigências e vontade de fazer mais e melhor. O mercado da Ovargado é a produção e fornecimento de alimentos para animais. A alimentação obriga a uma resposta diária, com inúmeras particularidades. A não resposta a estas particularidades e em tempo útil, coloca em causa a sobrevivência dos animais. À particularidade do setor de atividade onde a Ovargado atua, juntamos as características e objetivos gerais de um negócio: produtividade, rentabilidade, sustentabilidade, gestão de recursos materiais e humanos, entre outros. A inovação altera o modo de fazer, quebra rotinas de trabalho e de pensamento. A fase inicial consome tempo e recursos e obriga a planificação, compreensão e cooperação. Uma vez instalada, a inovação, é assimilada, é apreendida, passando a ser fundamental na construção de produtos e serviços bem-sucedidos.

ANA ALMEIDA

 “A exportação aumenta a produtividade e a competitividade das empresas”

Sabemos que são uma marca cujos valores impulsionam um trabalho mais eficiente e flexível. Na qualidade de responsável pelo departamento de exportação, qual a missão a que todos os dias se propõe de forma a contribuir também para este trabalho de qualidade?
Na minha opinião a exportação aumenta a produtividade e a competitividade das empresas. As exigências do mercado externo, o acesso a novas culturas e a troca de novas experiências potencializam o intercâmbio de tecnologias e know-how. As exigências e a globalização dos mercados atuais, assim como a competitividade entre organizações ditam, hoje em dia, a necessidade de diferenciação. Esta diferenciação pode passar por maior inovação e/ou pela maior eficiência e qualidade nos serviços. Gostar muito do que fazemos, e trabalhar num setor tão exigente como é a Exportação é logo à partida meio caminho para a eficiência e qualidade dos serviços prestados, não esquecendo que para se atingir os melhores propósitos diários também temos que contar com a colaboração de todos os colegas!

ANA FERREIRA

“Valorizamos um ambiente laboral que favoreça o desenvolvimento de carreiras e relações de longa duração”

Respeito e lealdade, são um desiderato da marca, interna e externamente. Enquanto profissional no Departamento de Recursos Humanos, em que medida diria que a valorização do Capital Humano promove o sucesso da Ovargado?
Na Ovargado valorizamos um ambiente laboral que favoreça o desenvolvimento de carreiras e relações de longa duração. Somos conscientes de que o retorno do investimento nessas condições laborais varia diretamente na proporção do tempo de permanência dos nossos quadros, uma vez que potencia assimilação desses valores de respeito e lealdade que logo passarão para as novas incorporações e que terão reflexo na relação com todos os nossos públicos em toda a cadeia de valor da empresa.

 SUSANA COUTINHO

 “Estamos muito focados em continuar a desenvolver produtos com perfomance nutricional”

No ponto de vista da Susana Coutinho, qual continuará a ser o posicionamento da Ovargado no seu setor de atividade? Que novidades e projetos estão a ser desenhados para o futuro?
A Ovargado tem como expetativa manter-se como a empresa que produz alimentos de reconhecida qualidade para todos animais terrestres, e os comercializa a preços justos e competitivos. A nossa cultura de constante desenvolvimento e inovação, tem-nos permitido diferenciar os nossos produtos de outros players, nomeadamente no que toca à utilização de ingredientes inovadores, e, numa perspetiva de economia circular, considerando a utilização de coprodutos da alimentação humana. Estamos muito focados em continuar a desenvolver produtos com performance nutricional otimizada às necessidades de cada animal, não descurando o meio ambiente.

 CARLA GONÇALVES

 “A mulher tem vindo lentamente a destacar-se em cargos de hierarquia superior”

A Ovargado caracteriza-se por ser uma empresa nacional onde a maioria dos cargos de superiores são maioritariamente ocupados por mulheres. Acredita que existem diferenças entre as denominadas Lideranças Feminina e Masculina ou, do seu ponto de vista, a liderança positiva, inclusiva e credível não é uma questão de género? Porquê?
É verdade que a mulher tem vindo lentamente a destacar-se em cargos de hierarquia superior. Apesar de certos ofícios não colidirem com funções relacionadas com a família/lar, subsistem características intrinsecamente femininas potenciadoras de crescimento organizacional: empatia, cuidado, aceitação e preocupação com a equipa, facilidade de adaptação à diversidade, maior potencial para lidar com sentimentos. Pela aposta num estilo mais democrático em detrimento de um estilo autocrático, são um enabler à liderança no feminino. Se posso, não preciso que me peçam nem me mandem.

 MARGARIDA RODRIGUES

 “A Ovargado disponibiliza boas e adequadas condições de trabalho, promove o diálogo e reconhece o empenho”

Numa altura de tanta incerteza devido às constantes alterações da sociedade e do mercado, de que forma a Ovargado tem motivado os seus colaboradores a desempenhar um papel de inovação e dedicação?
É de facto importante que em períodos de maior instabilidade de mercado e alterações sociais as empresas tenham colaboradores preparados e disponíveis para enfrentarem maiores dificuldades. Entendo que a maturidade dos colaboradores responsáveis da Ovargado garante a sua auto motivação para desempenharem as funções que lhe são confiadas com espírito de melhoria e inovação de processos e produtos.
A Ovargado disponibiliza boas e adequadas condições de trabalho, promove o diálogo e reconhece o empenho. Os colaboradores retribuem naturalmente com dedicação, lealdade e orgulho de contribuírem para o sucesso da empresa.

 ANA MARQUES

“Perante os desafios o trabalho em equipa torna-se ainda mais crucial”

Enquanto Responsável pelo Departamento de Controlo de Qualidade da empresa, quais diria que são, aos dias de hoje, as maiores vicissitudes deste setor?
O Departamento de Controlo de Qualidade tem como função controlar e garantir a qualidade de todos os alimentos produzidos pela empresa, nesse sentido o controlo da qualidade tem início na receção das matérias-primas, pois estas têm impacto direto no produto final. Atualmente o controlo das matérias-primas tem feito ainda mais sentido devido à escassez sentida.
Os efeitos da disrupção das cadeiras de abastecimento provocada pela pandemia, agravados pelo conflito provocado pela invasão da Rússia à Ucrânia, a crise energética e as alterações climáticas, estão a criar graves dificuldades às empresas, não só pelo disparo dos custos e aumento dos tempos de entrega das matérias-primas, mas também pela possível falta de uniformidade e alterações da qualidade das matérias-primas. Tendo em conta todas estes fatores o Departamento de Qualidade necessita de reforçar o trabalho em conjunto com os restantes Departamentos da empresa.
Nomeadamente com o Departamento responsável pelas compras, de forma a garantir a compra de matérias-primas de qualidade, com o Departamento responsável pela formulação dos alimentos, de forma a assegurar que os possíveis ajustes necessários foram realizados de forma a garantir a composição nutricional pretendida e com a Produção, para garantir que o aspeto do produto final se encontra dentro do esperado. Perante os desafios o trabalho em equipa torna-se ainda mais crucial de forma a atingirmos a satisfação dos clientes, garantindo alimentos seguros e de qualidade que respeitem as necessidades de cada espécie animal.

SANDRA BARROSO

“A Ovargado é uma empresa atenta e sensível aos problemas das suas pessoas”

É legítimo afirmar que a Ovargado adota um compromisso permanente com as suas pessoas e com a sua evolução e felicidade? De que forma?
A Ovargado é uma empresa atenta e sensível aos problemas das suas pessoas, que procura proporcionar um ambiente de bem-estar e familiar. Liderada por mulheres de mão firme, mas que permitem errar, aprender e melhorar, que apostam na integração das pessoas com vista no futuro. A felicidade no local de trabalho não é apenas gostar do que fazemos, é também sentir que fazemos parte da evolução, que somos uma parte ativa no crescimento da empresa. É também ter flexibilidade na gestão de tempo, para um melhor equilíbrio pessoal, que por sua vez, se traduz em produtividade. Com é obvio, nem tudo é perfeito, e no mundo empresarial existem altos e baixos, momentos menos positivos onde nos confrontamos com situações mais difíceis de gerir que podem abalar a motivação. Mas, é acreditando nestes princípios que podemos evoluir enquanto parte de uma equipa dedicada, motivada e capaz de gerar a sustentabilidade do negócio a longo prazo.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista

Popular

Mais Artigos deste tipo

A melhor pizza de Portugal vai ser eleita no Festival Italiano em Gaia

Até dia 26 deste mês, na Avenida Diogo Leite...

Alqueva recebe novamente a festa do pôr do sol mais bonito do Alentejo 

A época das vindimas está prestes a terminar, mas...

Portugal é o país da Europa que mais confia nos Media Tradicionais como fonte de informação

O Estudo, que a nível Europeu analisa Portugal, Reino...

Rock à Moda do Porto no Super Bock Arena é já em outubro

Falar da Mui Nobre Sempre Leal e Invicta cidade do Porto...