Inicio Autores Posts por Ricardo Andrade

Ricardo Andrade

295 POSTS 0 COMENTÁRIOS

CRAFT-AI vence 2ª Edição do Programa “Start & Pulse”

Empresa francesa vence concurso com proposta de streaming de dados e Inteligência Artificial para uma experiência de consumidor superior e análise preditiva

Esta 2ª edição do programa internacional bateu novo recorde de candidaturas, contabilizando 14 propostas provenientes de diferentes países europeus, onde se destacaram Portugal e França.
A CRAFT-AI venceu esta edição com uma proposta que se centra na aplicação da sua tecnologia de streaming de dados e Inteligência Artificial (IA) ao desenvolvimento de uma experiência de utilizador (UX) mais dinâmica, adaptativa e personalizada, acedendo a um módulo de machine learning onde são executados algoritmos de análise preditiva com base dos dados gerados em tempo real e em dados históricos. A expetativa é que esta solução venha facilitar a interação e a experiência dos clientes do banco ao acederem ao website Credibom, promovendo assim um maior nível de sucesso na aceitação de crédito e na conversão de clientes.
Numa primeira fase do programa, a equipa do Credibom, composta por 20 colaboradores de diferentes áreas do Banco (Digital Transformation, IT Architecture, Data Science, Product Managers, BI & Analytics, UX Design, CX, Brand Managers e Digital Marketing & Innovation), analisou todas as propostas e selecionou seis startups após um live pitch para participar no bootcamp: Velocidi (PT), ReciTAL (FR), Ub Technologies (NL), Zaion (FR), Blue DME (FR) e a Craft.ai (FR). Nesta fase, a equipa trabalhou em conjunto com as startups para melhorar a prova de conceito anteriormente apresentada.
No bootcamp, que decorreu em setembro, no Centro de Congressos do Tagus Park, em Oeiras, as seis equipas a concurso participaram em speed meetings, onde o júri, composto pelo Credibom, Cap. Digital e TICE.PT, acabou por consagrar a CRAFT-AI como o grande vencedor da 2ª edição.
O programa “Start & Pulse” do Credibom, banco detido pelo Grupo Crédit Agricole Consumer Finance, tem como objetivo promover a inovação. O concurso é gratuito e aberto à participação de todas as PME e startups ou microempresas inovadoras, assim como projetos universitários e de I&DT. O projeto vencedor recebe um prémio pecuniário no valor de 5.000€ para suportar o desenvolvimento do projeto de experimentação e também a oportunidade de apresentar o seu pitch a outras empresas do grupo.

13.º Congresso Nacional de Contratação Pública

 

No próximo dia 29 de Outubro irá decorrer, em Lisboa, o 13.º Congresso Nacional de Contratação Pública, com organização da OPET (Observatório da Prospectiva, da Engenharia e da Tecnologia em conjunto com a APMEP (Associação Portuguesa dos Mercados Públicos).

Este evento decorrerá na Academia das Ciências e terá a presença de, entre várias personalidades, o Presidente do Tribunal de Contas, Pedro Passos Coelho, Luís Valadares Tavares, entre outros. A Revista Pontos de Vista associa-se a este Congresso e irá auxiliar na divulgação, promoção e visibilidade desta iniciativa.

Junte-se a nós!

O link de inscrição é o seguinte: https://opet.pt/index.php?option=com_forme&fid=6

Anticimex Portugal continua em expansão

 

 

Foi um momento de muita animação, partilha e o reforçar dos valores que nos caracterizam: #confiança, #inovação e #paixão! Começar o dia com esta boa disposição e esta equipa fantástica, é outra energia!

Ministério da Saúde reuniu-se com bastonários das ordens, peritos e profissionais para debater acesso à inovação

O objetivo foi discutir abertamente a forma de gerir o acesso a medicamentos inovadores através do SNS, de forma transparente, equitativa e sem pôr em causa a sustentabilidade do sistema público.

Na sessão de abertura, o SEAS referiu que “tem havido posições diferentes e avaliações distintas em matéria de medicamentos, que importa discutir. Quanto menos divergência houver, maior qualidade terá a decisão

Para esta reunião organizada pelo Infarmed foram convidados os Bastonários da Ordem dos Farmacêuticos e dos Médicos, Ana Paula Martins e Miguel Guimarães, representantes da Sociedade Portuguesa de Oncologia, do Colégio de Farmacologia Clínica e do Colégio de oncologia da Ordem dos Médicos, e dirigentes de centros hospitalares, entre outros peritos do setor do medicamento.

Francisco Ramos frisou que “a autonomia da decisão de um prescritor deve ser realizada a par da decisão de um grupo multidisciplinar, e que seja válida para todo o sistema, salientando a necessidade de preservar o papel do Infarmed enquanto entidade fiável para todos os portugueses”.

Rui Ivo, o presidente do Infarmed, fez um balanço da inovação aprovada, salientando que o número de aprovações deste ano já superou o do ano anterior e que, só na oncologia há mais tratamentos disponíveis e mais doentes tratados”.

Durante a reunião foi explicado e discutido o atual modelo de avaliação de tecnologias de saúde em Portugal, desde a aprovação pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que incide sobre a eficácia, qualidade e segurança, à avaliação pelo Infarmed e pelas entidades congéneres europeias, que apreciam a eficácia relativa e a relação custo-efetividade face às alternativas terapêuticas.

O papel de comissões como a Comissão de Avaliação de Medicamentos, a Comissão de Avaliação de Tecnologias da Saúde (CATS) ou da Comissão Nacional de Farmácia e Terapêutica, bem como da negociação económica no Infarmed, foram abordados neste encontro.

Durante a tarde estiveram em evidência três casos pela sua complexidade e carga financeira sobre os hospitais: o da paramiloidose (Doença dos Pezinhos), da atrofia muscular espinhal e da oncologia, que se deparam com desafios como a necessidade de acesso precoce, reduzida evidência em fases precoces e falta de transparência em relação à formulação dos preços.

Na reunião estiveram ainda presentes a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, a presidente e o vogal da Administração Central do Sistema de Saúde, Márcia Roque e Ricardo Mestre.

Desta reunião resultaram algumas conclusões:

– É necessário haver processos mais participados e integrados de avaliação de tenologias de saúde, que envolvam para além das comissões de avaliação as sociedades científicas, ordens profissionais e a sociedade civil, permitindo decisões mais participadas e a antecipação e a gestão de crises;

– Maior transparência da indústria farmacêutica, quer na formulação de preços, quer no acesso à informação sobre o desenvolvimento dos medicamentos, colocando e influenciando este tema na agenda europeia e internacional

– Maior transparência das avaliações, através da publicação de relatórios de avaliação mais extensos e detalhados

– Reforço das Comissões de Farmácia e Terapêutica no processo de seleção de novos medicamentos e melhoria da articulação da CNFT com a DGS, garantindo maior articulação entre as NOC e o FNM.

– Deve apostar-se em registos e informação válida sobre os resultados do tratamento com os medicamentos inovadores, garantindo um pagamento de acordo com os resultados em saúde.

– Aposta em reuniões posteriores para garantir a continuidade desta discussão, visando a definição de uma arquitetura de decisão colaborativa, melhorada e integrada para a gestão do o acesso a medicamentos inovadores através do SNS.

– Reforçar a partilha de informação e a comunicação garantindo uma atuação sinérgica de todo o SNS.

Filipe Nogueira coordena área de IVA da Mazars

Filipe Nogueira é o novo Special Counsel para o grupo de Tax da Mazars e passa a coordenar a globalidade dos projetos de IVA da consultora no mercado português. A nomeação acontece num contexto de vários desafios na área da consultoria fiscal, associados à complexidade das regras fiscais e às questões que surgem relacionadas com a sua interpretação e aplicação às situações concretas que as empresas e demais agentes enfrentam no âmbito da sua atividade.

Para ultrapassar estes desafios, aconselhar com rigor e trazer valor acrescentado aos clientes, torna-se necessário não só dispor de um conhecimento aprofundado das regras e jurisprudência fiscais, mas também possuir a necessária experiência para conhecer, antecipar e superar questões e dificuldades que naturalmente surgem decorrentes da aplicação das regras fiscais em distintos setores de atividade.

Para o trabalho a realizar na Mazars, Filipe Nogueira destaca uma experiência profissional centrada na área fiscal e em particular no IVA, pelo que a sua prioridade será “ajudar a desenvolver e a crescer a área do IVA, enquanto grupo especializado dentro do Tax. Não obstante, e fruto de conhecimento que tenho do mercado e tecido empresarial português, procurarei sempre posicionar quer o Tax quer as demais áreas da Mazars (Audit, Accounting & Outsourcing, Advisory) no sentido de prestarmos um serviço integrado aos nossos clientes.”

Sérgio Santos Pereira, Head of Tax na Mazars Portugal, justifica a integração de Filipe Nogueira na equipa da firma com “a sua experiência, background e expertise que nos ajudarão a servir melhor os nossos clientes nesta área. No sentido de disponibilizarmos o melhor serviço possível no mercado necessitamos de integrar as pessoas mais competentes e fazer uso de conhecimento de excelência que permita desenvolver soluções de referência, num contexto de exigência acrescida e necessidade de respostas para novos desafios.”

Com mais de 20 anos de experiência como consultor fiscal na área do IVA, Filipe Nogueira tem acompanhado e assessorado entidades nos mais variados setores de atividade (financeiro, imobiliário, retalho, turismo, setor público e saúde, entre outros). Foi Head of VAT Optimization and Knowledge Management na Ryan VAT Systems, um grupo internacional de empresas de soluções integradas de Tax com presença em mais de 50 países, e Associate Partner do grupo de IVA da Deloitte. Na sua carreira destaque ainda para a participação e liderança em formações em Portugal e no estrangeiro.

CARRIS e SIBS lançam projeto piloto de pagamento e validação com QR CODE

Este projeto, desenvolvido em parceria com a SIBS, vai permitir adquirir e validar o título de transporte através da APP CARRIS. Durante a fase de testes, que vai decorrer até dezembro, um grupo de 150 utilizadores da carreira 15E terá acesso à plataforma de pagamento e validação, utilizando smartphones iOs ou Android e pagamentos MB WAY.

Este projeto piloto enquadra-se na estratégia de digitalização da CARRIS e na vontade que temos de acrescentar valor e conforto à experiência dos nossos clientes. Os resultados que esperamos recolher e analisar até ao final do ano, vão permitir afinar a estratégia de investimento em equipamentos de bilhética. A CARRIS aposta agora numa solução pioneira de utilização de QR CODE nos transportes públicos urbanos em Portugal, porque acredita que a inovação no relacionamento com os clientes é fundamental para promover uma mobilidade sustentável assente numa maior utilização do transporte público“, esclarece António Pires, Vice-Presidente da CARRIS.

A SIBS visiona contribuir ativamente para uma economia cada vez mais digital, em que o dinheiro, no seu formato básico, tende a tornar-se menos relevante, fomentando uma sociedade progressivamente mais cashless. A desmaterialização do dinheiro passa não só por uma utilização cada vez maior dos cartões, mas também por outros meios de pagamento eletrónicos que combinam segurança e fiabilidade, como é o caso do MBWAY em Portugal. A parceria com a CARRIS no âmbito do serviço Pay-as-you-go, vem reforçar a posição da SIBS na sua missão de simplificar o dia a dia das pessoas e fazer com que o futuro dos pagamentos seja cada vez mais focado na melhoria de experiência do cliente/utilizador“, afirma Gonçalo Amaro, Diretor de Digital & Ecommerce da SIBS.

Hospital Cruz Vermelha fora de portas para prestar cuidados de saúde

Esta oferta de serviços médicos é centrada nas necessidades específicas da população da Costa do Estoril. Falamos de cuidados de saúde com consultas de várias especialidades: cardiologia, doenças metabólicas: endocrinologia, cirurgia barátrica e metabólica, e urologia.

Com este projeto, o HCV pretende alargar a sua área de atuação e cumprir as necessidades de saúde locais, tal como garantir sinergias entre as diferentes competências do HCV, potenciando assim uma abordagem integrada que coloca o utente no centro do sistema de saúde – ou seja, oferecer o melhor plano de tratamento e a melhor estratégia para cada doente.

Jogador do Setúbal Nuno Pinto é embaixador da campanha “Contra o Cancro do Sangue”

Nuno Pinto, jogador do Vitória de Setúbal diagnosticado com um linfoma em dezembro de 2018, associa-se como embaixador à campanha Contra o Cancro do Sangue, iniciativa que desafia as pessoas a vestirem uma peça de vermelho e a partilharem a imagem nas redes sociais com os hashtags #contraocancrodosangue #vestimosdevermelho, de forma a assinalar a consciencialização para as doenças hemato-oncológicas neste mês de setembro.

“É importante alertarmos as pessoas para estarem atentos à sua saúde e fazerem testes com a regularidade que os profissionais de saúde indicam. Conseguirmos detetar as situações no início é muito melhor do que em fases mais tardias. Apelo a que todos partilhem uma imagem que pode fazer a diferença com as mensagens #contraocancrodosangue #vestimosdevermelho”, afirma Nuno Pinto.

“Contra o Cancro do Sangue” pretende aumentar o conhecimento sobre estas doenças. A campanha terá ainda um micro-site contraocancrodosangue.pt com informação sobre a campanha e que reencaminhará para os sites das associações onde está comunicação sobre as doenças hemato-oncológicas.

No dia 22 de setembro, Dia Mundial da Leucemia Mielóide Crónica, a campanha estará com uma ativação de rua em Lisboa e no Porto, em que terá voluntários das associações a distribuírem autocolantes e a tirarem fotografias com a moldura “Contra o Cancro do Sangue”.

O objectivo da campanha é informar as pessoas sobre as doenças hemato-oncológicas, sensibilizar para o que são e o impacto que têm e dar visibilidade a esta causa.

Abertura noturna gratuita do Parque e Palácio de Monserrate

As visitas, que incluem também a visita parcial ao parque, são gratuitas e decorrem entre as 20h00 e as 00h00, sendo a última entrada às 23h30. O evento tem uma capacidade limitada a 1.500 pessoas e exige inscrição prévia.

Esta edição das Jornadas Europeias do Património é dedicada ao tema “Artes Património Lazer” e pretende realçar a dinâmica entre estes três elementos como fonte de entretenimento, jogo no qual os valores patrimoniais naturais desempenham um papel relevante. Por isso, para além do Palácio, também o Parque de Monserrate será parcialmente visitável nesta noite. Uma iniciativa inédita que visa, igualmente, assinalar a reabertura à fruição pública da Escada do Caminho Perfumado, que dá acesso ao jardim a partir do caminho que conduz ao Palácio. A estrutura foi alvo de uma reabilitação global que lhe devolveu a estabilidade física, através da correção de problemas decorrentes do deslizamento do muro de suporte do caminho superior. Paralelamente, efetuaram-se trabalhos de conservação e restauro que permitiram recuperar o equilíbrio estético desta estrutura e devolver ao jardim um importante eixo de circulação para a sua leitura global.

A disponibilização das inscrições para a abertura noturna será divulgada em breve no site da Parques de Sintra (www.parquesdesintra.pt) e nas suas redes sociais. Assim, dado que a inscrição prévia online é obrigatória, todos os interessados devem manter-se atentos aos canais de comunicação da empresa. No dia do evento, a entrada será efetuada por ordem de chegada, dependendo o tempo de espera do número de participantes. No entanto, todos os inscritos que estejam no local até à hora da última entrada terão acesso garantido.

 

EMPRESAS